A adoção de medidas de segurança para restaurantes e bares é fundamental para manter os estabelecimentos em funcionamento e evitar multas dos órgãos fiscalizadores. Antes mesmo da pandemia de Covid-19 e as normas específicas que vieram em razão dela, já existiam condutas obrigatórias de segurança para esse setor.

Com o avanço da vacinação, as autoridades de saúde estão flexibilizando alguns protocolos de segurança para bares e restaurantes. E, ainda que o atendimento ao público tenha sido retomado, é preciso seguir condutas protetivas para se adaptar à nova realidade.

Neste post, você vai ver algumas dicas básicas de como adotar medidas de segurança para restaurantes e bares. Confira!

Atenção às normas para restaurantes

Os restaurantes passam por fiscalizações da vigilância sanitária. No Brasil, o órgão que faz esse procedimento em restaurantes, bares, padarias, supermercados, frigoríficos e todo estabelecimento que comercialize alimentos e bebidas é a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

É responsabilidade da Anvisa garantir o cumprimento de padrões de higiene e o acesso a alimentos de qualidade básica. Desse modo, o órgão também observa se os funcionários do restaurante são certificados e treinados para que façam o manuseio correto dos alimentos e, até se as embalagens usadas para as entregas a domicílio estão de acordo com as exigências.

A falta de cumprimento das normas da Anvisa pode resultar no pagamento de multas ou até no fechamento do estabelecimento.

Por isso, é importante estar em dia com o regulamento técnico de boas práticas para os serviços de alimentação e os protocolos sanitários emitidos pelo órgão, principalmente, no que diz respeito aos seguintes pontos:

  • Higiene de todo o restaurante;
  • Higiene de utensílios de cozinha e equipamentos;
  • Higiene dos colaboradores (principalmente cozinheiro e garçons);
  • Ambientes de armazenamento adequados para os diferentes alimentos;
  • Controle e garantia de qualidade do alimento preparado;
  • Controle de pragas;
  • Documentação do estabelecimento em dia.

Para complementar as ações que devem ser tomadas a partir dos protocolos sanitários, selecionamos algumas dicas para ajudar você na implementação de medidas de segurança para restaurantes e bares. Elas visam tanto a proteção de colaboradores e clientes quanto do estabelecimento em si.

Instale alarmes de segurança

Para manter o restaurante ou bar protegidos, principalmente quando estiver fechado, os alarmes de segurança são medidas fundamentais para evitar prejuízos para o negócio.

Os dispositivos emitem alertas sonoros que servem para dissuadir os invasores e enviam notificações para a central de segurança. Atualmente, é possível encontrar opções de sistemas de alarme sem fio e com fio, o que evita a necessidade de obras no local.

Estabeleça protocolos de ação

O estabelecimento possui espaço para eventos? Então prepare um manual básico de conduta para colaboradores e clientes. Por exemplo: o que fazer em caso de princípios de incêndio? No protocolo de ação estarão registrados quais são as saídas de emergência, qual a forma correta de sair do estabelecimento em grupo e onde estão localizados os extintores.

Assim, todos estarão cientes de como proceder. Essa é uma forma de precaução, melhora a organização, evita situações impulsivas e prejudiciais às pessoas e mostra o profissionalismo do negócio.

Tenha um sistema de monitoramento

sistema de monitoramento

Essa é uma das medidas de segurança para restaurantes e bares mais interessantes. O monitoramento por câmeras instaladas em locais estratégicos fornece informações sobre quaisquer situações irregulares. É bastante comum encontrá-las na área externa, quanto interna. Principalmente no estoque, acima dos caixas e até na cozinha.

Inclusive, há modelos no mercado que usam inteligência artificial para emitir alertas em caso de aglomerações no ambiente.

Reveja os equipamentos contra incêndio

O restaurante ou bar são ambientes propícios para a propagação de incêndios, uma vez que os colaboradores da cozinha trabalham em um ambiente com alta temperatura na presença de substâncias inflamáveis e equipamentos de alta potência.

Podemos destacar as normas NBR 17.240 e a NBR 7.240 para sistemas de detecção e alarme de incêndios em estabelecimentos emitidos por órgãos civis e militares. O regulamento visa garantir todos os mecanismos necessários para a proteção das pessoas e do patrimônio, como:

  • extintores: indicados para combater o início de incêndios de classe A, ou seja, de materiais sólidos combustíveis que deixam resíduos (madeira, borracha, tecido, plástico e papel, por exemplo);
  • detectores de incêndio: equipamento projetado para sinalizar, por meio de uma mensagem à central de alarme de incêndio, em caso de detecção de fumaça no ambiente;
  • sensores de presença de chamas: faz parte do circuito de segurança de fornalhas e caldeiras industriais, e indicar a presença de chamas no equipamento;
  • sprinkles: conjunto de chuveirinhos ligados a um sistema de bombeamento de água, os quais são acionados em caso de incêndios com o objetivo de combater as chamas.

Leia também: Conheça as principais normas para sistemas de detecção e alarme de incêndios

Estabeleça distância entre as mesas e ofereça álcool em gel

O distanciamento entre mesas já era uma medida recomendada antes da pandemia para o conforto dos clientes. Atualmente, a vigilância sanitária estipula uma distância mínima de um metro entre as cadeiras e dois metros entre as mesas.

Os recipientes com álcool em gel podem ser mantidos mesmo no pós-pandemia. Sendo colocados estrategicamente em diferentes partes do estabelecimento para o uso de colaboradores e clientes. Por exemplo, locais próximos aos banheiros, caixas, entradas e saídas.

Disponibilize internet aos clientes

internet para clientes

Uma conexão Wi-Fi de qualidade é essencial tanto para a gestão do restaurante ou bar quanto para a experiência dos clientes. Afinal, para os equipamentos de segurança funcionarem de forma efetiva é essencial uma rede de qualidade.

Sendo assim, vale a pena investir na contratação de um bom plano de internet e na compra de roteadores corporativos para melhorar a distribuição do sinal.

Access Point é um modelo de roteador corporativo que tem funções específicas para negócios, uma delas está na liberação do WiFi ao visitante, que ocorre apenas se ele fizer check- in no Facebook ou se começar a seguir o perfil do restaurante ou bar no Instagram. Esse tipo de recursos contribui com o marketing e a fidelização do cliente.

Fonte: Intelbras